3 Razões Para Buscar a Educação Internacional

Cada vez mais, o Brasil está se internacionalizando. Oportunidades novas estão surgindo no exterior, e outras aqui mesmo no país, abrindo nossas portas aos alunos e profissionais estrangeiros.


A educação brasileira reflete essa abertura: o número de crianças matriculadas em Escolas Internacionais cresce a cada ano. Em 2017, eram mais de trinta escolas distribuídas em diversos estados, desde Amazonas (1) até São Paulo (11). Essas escolas unem o currículo brasileiro com currículos estrangeiros, estimulando não só a aquisição de línguas, como a internacionalização do estudante. Buscando preparar seus alunos para um mundo cada vez mais conectado, essas escolas investem em sua abertura para novas línguas, novas culturas, e novos desafios. Em resumo, criam cidadãos globais.


Mas qual é a importância real dessa experiência internacional nos dias de hoje? O Brasil está mesmo se globalizando? Pois vamos ver três motivos pelos quais alunos e profissionais brasileiros devem buscar uma relevância internacional:


Cada Vez Mais Estudantes Deixam o País


Em 2017, o número de estudantes brasileiros estudando no exterior atingiu um pico: um recorde de 302.000 pessoas! Esse pico veio seguindo uma década de crescimento estável e generoso, representando um aumento de 40% em relação a 2015. Esses dados vêm de uma pesquisa da BELTA, Brazilian Educational & Language Travel Association, que contou com mais de 6100 respondentes em todo o país.


E qual o interesse desses estudantes? O objetivo mais comum é o aprendizado de línguas —particularmente Inglês e Espanhol— mas esse paradigma está mudando. A demanda por cursos acadêmicos está crescendo, tanto para graduação quanto para pós. Acredita-se que esse interesse venha alinhado com as oportunidades crescentes de bolsas de estudos.


Cada Vez Mais Estudantes Entram no País


Mas os brasileiros não se limitam a buscar oportunidades internacionais; cada vez mais, estão oferecendo essa experiência para estudantes estrangeiros.


Alguns dados pra iluminar a situação: de acordo com o Ministério do Turismo, em 2014, o número de estudantes estrangeiros no Brasil teve a maior alta desde 2003, com 108 mil alunos. E segundo um levantamento das instituições de ensino superior de São Paulo, a matrícula de alunos do exterior dobrou entre 2006 e 2017, chegando a 2,6 mil pessoas somente nesta cidade.


Esses dados não se limitam a educação superior, mas essa com certeza é bastante procurada. Segundo a BELTA e a ABIPE (Associação Brasileira de Intercâmbio Profissional e Estudantil), os estudantes internacionais são jovens interessados no ensino superior, em experiências de voluntariado, e no aprendizado do Português.


Cada Vez Mais Trabalhadores Entram no País


Em setembro de 2018, foi passada nova legislação sobre a contratação de estrangeiros no Brasil. As regras de admissão são as mesmas que para qualquer brasileiro. Assim a permanência legal no país fica muito mais fácil.


A contratação de estrangeiros é um estímulo à diversidade, ao compartilhamento de cultura e conhecimento. Além disso, é interessante para as empresas pois imigrantes tendem a permanecer mais tempo no mesmo emprego. Uma parcela desses novos contratados traz consigo conhecimentos técnicos que podem estar em falta na própria população brasileira.


Em resumo, o Brasil está cada vez mais permeável. Com a entrada e saída de estudantes e trabalhadores, o mercado de trabalho se internacionaliza. Nesse cenário, iniciar sua formação internacional cedo não é só um diferencial — é essencial! É nisso que acreditamos na WorldEd International School; que a formação para o mundo, cada vez mais internacional e conectado, é indispensável.




0 views
<- Language Selection
Support
Accreditation
Membership
Standards